domingo, 5 de março de 2017



Meu bom e velho amigo rei
Você sempre seria derrotado, um bicho acuado
temendo como sempre a paixão e a vaidade
Não ter medo nem do mal e do seu pecado
Antes mesmo da revanche final
Você sempre seria derrotado com essas músicas
e suas donzelas seriam invadidas
Como flores no campo ouvindo uma musica chata e massante
Antes mesmo da sua cartada final
e das bombas atômicas que não explodiram
e os deuses que nem existiram
Me faça logo o favor
Assalte logo e menina assustada
e honre novamente o próximo palavrão
cale sua boca para sempre
e esqueça essa canção
que eu sempre fiz a você , desde criancinha
para qualquer futura próxima reencarnação
 Governo
subjetividade
Destino
ou
mentira
Pra quem quer pagar pra ver
ou nem saber o sentido
de mais um poema estranho e sem título

Nenhum comentário:

Postar um comentário